content top

Os segredos de uma boa carne gaúcha

Os segredos de uma boa carne gaúcha

Simplesmente uma unanimidade entre os apreciadores do bom churrasco, o modo gaúcho de preparar uma deliciosa carne é conhecido em todo o país e também pelos turistas que nos visitam. E, para os demais brasileiros que não dispensam esse prato feito à moda dos pampas e estão longe do “Rio Grande”, as opções ficam por conta da comodidade do buffet de churrasco; ou, para os que gostam de “colocar a mão na massa”, a busca pelo segredo desse famoso representante da culinária regional do sul do país. Os segredos do churrasqueiro, tchê! Por incrível que pareça, um dos grandes segredos de um típico churrasco gaúcho está na forma como se acende e trabalha com o fogo na churrasqueira. Para garantir que a carne fique suculenta e não tenha gosto e cheiro de queimado, a recomendação é estabilizar e uniformizar o fogo, evitando as labaredas e a fumaça. Além disso, as carnes só devem ir para a churrasqueira depois que as brasas estiverem bem acesas, com uma camada de cinzas se formando. O descongelamento e o preparo da carne… Muitas pessoas se equivocam ao pensar que podem levar a carne ainda em processo de descongelamento à churrasqueira. Fazendo isso, o fogo cria nela uma casca, impedindo o derretimento do gelo e o seu cozimento por dentro, além de deixá-la dura por fora.Portanto, se a peça estiver completamente congelada,deixe-a descongelando por aproximadamente 12 horas. Caso tenha optado pelas carnes maturadas e embaladas a vácuo, a embalagem deverá ser aberta no mínimo 30 minutos antes de levar para o braseiro, para eliminar o cheiro característico do produto. Com relação ao preparo, outro segredo é não salgar a carne antes de levá-la ao fogo, para que ela não fique seca. Isso mesmo: o correto é deixar a peça corar antes de temperar e, após a carne ter ganhado cor e calor, tirar do fogo e espalhar nela o sal grosso. Por fim, antes de fatiar e aproveitar a iguaria, dê umas batidinhas na carne com a faca para remover o excesso de sal. Bom apetite! Compartilhar...

Read More

Aprenda a combinar com excelência a comida e a bebida

Aprenda a combinar com excelência a comida e a bebida

Há tempos, comer e beber bem deixou de ser um rótulo indissociável à necessidade e passou a respirar ares artísticos. Sabores, aromas e cores que se misturam em uma amálgama gastronômica resultam em um momento de plena satisfação, tal qual toda e qualquer vertente da arte causa em seu fiel público. Por isso, a combinação de sucesso não deve se limitar exclusivamente a quem tem acesso ao prato. O que vai na taça, caneca ou copo, também, deve ser previamente pensado e idealizado, para que a sensação prazerosa se inicie no brinde e termine nos pratos vazios sobre a pia. Fugir ao básico e encontrar a harmonia entre bebida e comida é, no entanto, tarefa que exige certos cuidados, a começar pelos sabores que devem se complementar, e nunca se sobrepor ao outro, e à ocasião em geral pensada. Abaixo, você confere algumas combinações de sucesso que tendem a guiar o seu almoço, jantar, coquetel ou confraternização a novos caminhos de deslumbre ao paladar: Aprenda a combinar com excelência a comida e a bebida Vinhos: queijos azuis, peixes e frutos do mar, além de carne de porco, são ingredientes que tendem a fluir harmoniosamente com vinhos brancos, enquanto o rubro néctar da uva já é tradicionalmente degustado à companhia das variantes da culinária italiana, além de carnes vermelhas e queijos suaves. Caipirinha: ela fez o seu nome na companhia da também nacionalíssima feijoada. Mas churrascos e aperitivos pedem um gole do drinque nacional. Cerveja: petiscos diversos, desde queijos a frituras ou defumados, somam ao paladar, quando servidos junto de uma cerveja. Churrascos pedem, também, pela cerveja, assim como carnes em geral. Espumantes: de tradição nobre, os espumantes borbulham de forma enriquecida ao sabor de cerejas, canapés e até mesmo os populares requintes da culinária japonesa – que não dispensam uma garrafa de saquê a tiracolo, entre um e outro sushi. Compartilhar...

Read More

Dicas para iniciantes na cozinha

Dicas para iniciantes na cozinha

A alquimia gastronômica é um encanto. Capaz de seduzir qualquer um a viajar de volta à infância, pelo olfato, ou render a polidez para ultrapassar a fronteira entre estar satisfeito e conhecer a gula. É um segredo que se arranca do aroma ao aprume no prato e o sabor que desmancha na boca. Mas, para isso, a prática tende a ser o ingrediente secreto de renomados chefs, vovós que produzem mágica na cozinha e solteirões e solteironas que levam a sério o lema de fisgar pela barriga seus pretendentes. Não é à toa que os cozinheiros de primeira viagem queimam arroz, petrificam bifes, afogam em óleo batatas coradas e terminam por debruçar os seus jantares no lixo. Mas a tentativa e o erro levam a futuros sucessos e, por consequência, a novos desafios. O que pode ser facilitado se, com o avental na mão e o apetite a roncar, algumas dicas estiverem sempre na superfície da memória. Confira, abaixo, algumas pitadas para ajudar o cozinheiro de plantão a encontrar o seu norte e, assim, encontrar a arte e o prazer na culinária a partir das receitas mais habituais do nosso dia a dia: Dicas rápidas na cozinha Para fazer batata frita caseira e crocante, a dica é levá-las de molho em água bem gelada, antes de fritá-las em óleo bem quente. O ovo frito, embora seja simples de se fazer, pode teimar em se quebrar, ao partir a casca, ou grudar na frigideira. Quebre gentilmente a casca com uma colher, maneire no óleo, utilize uma frigideira antiaderente e evite mexer tanto no ovo enquanto o frita. O arroz solto não é exclusividade da sua mãe. Lave-os bem e deixe escorrer toda a água e use como base a proporção de duas xícaras d’água para cada uma de arroz. O macarrão, em sua forma mais simples, entra na panela funda só após a água estar fervendo na companhia de sal, azeite e um pouco de óleo. Para saber se está bom, uma provadinha – uma das partes mais deliciosas de se cozinhar. Assim, não importa se é apenas um coquetel para os amigos ou uma bela refeição em família, não tem como errar. Compartilhar...

Read More

Comidas de boteco para fazer em casa e surpreender no happy hour

Comidas de boteco para fazer em casa e surpreender no happy hour

Foi-se o tempo – e faz tempo – que as comidas de boteco eram vistas com desconfiança. Elas dominaram, novamente, o seu público e hoje, inclusive, contam até mesmo com festivais para eleger a melhor receita em bares por todo o Brasil. Pois a graça em petiscar não está apenas no sabor. Seja com os dedos em pinça ou o palitinho a tiracolo, a arte de degustar quitutes de boteco está no sabor incomparável que, apesar de não ser “a menina dos olhos” de nenhum nutricionista, pede o perdão do pecado pelo sabor. Pois saiba que o seu próximo happy hour não precisa ser em um bar. É possível fazer um verdadeiro boteco em casa e, para isso, cerveja gelada, criatividade nos drinques e, principalmente, os petiscos tradicionais da ocasião rolando livremente – receitas que, muitas vezes, não exige nenhum conhecimento culinário avançado do chef caseiro. Confira, abaixo, duas receitas rápidas e fáceis de boteco: Pastel de carne: coloque, em uma bacia, farinha, manteiga e sal e dissolva-as, para preparar a massa, acrescentando água morna até que se forme uma massa consistente e deixe descansar por 15 minutos. Depois, refogue o alho e a cebola e, então, acrescente o tomate e a carne temperada (com cheiro-verde, sal e pimenta-do-reino). Por fim, abra a massa com um rolo, corte os pasteis e recheie-os para, então, fritá-los em óleo bem quente. Bolinho de peixe: primeiramente, desfie o peixe, retirando com cuidado as espinhas, e reserve em uma tigela. Depois coloque-os em uma mistura de ovo batido e farinha de trigo, temperando-os com sal e pimenta-do-reino. Enrole em pequenas bolinhas e reserve, enquanto aquece o óleo. Deixe-os fritar, retire o excesso e, então, sirva quente e com limão. Agora é só saborear os quitutes e aproveitar esta clima de boteco com os amigos e familiares sem ter que sair de casa. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Dicas para você decorar a sua mesa para as festas de fim de ano

Dicas para você decorar a sua mesa para as festas de fim de ano

Mais que um dia de celebração, as festas de fim de ano são compostas, como um todo, por motivos que vão além das festividades, sendo complementadas tanto pelo aroma que conduz as ceias, o sabor de cada receita, as roupas – cujas cores esbanjam desejos e significados – e, por fim, a decoração que condiz com o estilo do anfitrião da festa e rende elogios aqui e ali, enquanto o evento se desenrola graciosamente. Para uma noite memorável, o ideal é levar, em proporções adequadas, a decoração escolhida para a sua festa diretamente para a sua mesa. Por exemplo: o vermelho e o verde, cores tradicionalmente natalinas, podem ser direcionados para os móveis e talheres, com enfeites simples e elegantes; já para o Réveillon, branco e dourado refletem a paz e a fartura que se espera para o ano vindouro. Que tal conferir as dicas abaixo e, com elas, idealizar e criar um estilo próprio e exclusivo com o seu bom gosto? Veja-as: Dicas para decorar a sua mesa de acordo com as ocasiões de fim de ano Para o Natal, harmonia entre louça e o tecido da toalha de mesa já criam um bom impacto. Porta-guardanapos e porcelanas coloridos com as cores da ocasião rendem o resultado esperado também. Caso opte em dispor uma mesa para as receitas e outra para os talheres e pratos, enfeite a segunda com arranjos – flores multicoloridas e até mesmo as bolas de enfeite de árvore compõem com elegância o ambiente. Para o Réveillon, as mesas decoradas não seguem um padrão exclusivo, mas, por se tratar de um período de renovação, as flores, talheres, louças e acessórios costumam seguir tendências douradas, prateadas ou mesmo brancas. Velas coloridas, também, podem complementar o visual que tende a privilegiar e simbolizar, em cores, todas as boas vibrações de cada convidado para que 2014 seja bem recebido. Compartilhar...

Read More

Renove as tradições e descubra como acrescentar a pizza nas suas festas natalinas

Renove as tradições e descubra como acrescentar a pizza nas suas festas natalinas

As tradições costumam ser de suma importância – seja para uma empresa secular ou nas raízes de um sobrenome que já viu e ouviu mais do que muito livro de história – e, por isso, são cumpridas à risca, tal qual se consta na sua cartilha. Mas, verdade seja dita: não se vê mais, com tanta frequência, aquele senhor risonho e de barbas longas e brancas escapulindo por entre chaminés apertadas, distribuindo presentes e alegria. Que a magia não se perca, no entanto: atualmente, o bom velhinho tem que se virar para garantir o Natal de todos e, principalmente, para aqueles que, no lugar de chaminés, abrem as vertiginosas janelas e varandas para que a data não passe em branco nos edifícios mais altos das cidades. Por isso, não é crime permitir que Papai Noel tire o pesado gorro para quem vive de verão no Natal, e tampouco é um sacrilégio mexer um pouco naquela velha receita natalina que já vem de muitos carnavais – ou melhor, natais. Que tal trocar o peru pela calabresa, o tender pela portuguesa e a farofa pelo Catupiry? Pois, por mais estranho que pareça, não é de hoje o conceito de adotar um buffet de pizza como a protagonista do sabor de muita ceia natalina – inclusive, conceito que tem se espalhado rapidamente pelas casas feito eco da risada do Papai Noel. Buffets de pizza especializados têm garantido o sabor dividido em fatias para o Natal de quem ousa modernizar as tradições e, para garantir que ninguém torça o nariz, há como montar um cardápio que abra o sorriso em qualquer pessoa. Além disso, apostar em nestes buffets são alternativas mais econômicas e que tiram os “chefs” da família da cozinha, enquanto todos confraternizam na sala e contam os minutos para a ceia. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Dicas para que a picanha seja – e continue sendo – a estrela do seu churrasco

Dicas para que a picanha seja – e continue sendo – a estrela do seu churrasco

O churrasco não é exclusividade nacional – mas seu preparo é e provoca inveja além das nossas linhas geográficas. Desde o tempero à forma de preparo e, principalmente, os elementos que compõem e complementam a experiência de um churrasco (acrescente a isso a trilha sonora tão nossa, a farofa e vinagrete e o veterano e inalterado repertório de piadas daquele tio ou primo de segundo grau), e não é difícil de entender que os sabores do evento vão além do aroma e paladar da carne grelhada. Mas a protagonista do sabor costuma ser a divisora de águas para um bom buffet de churrasco ou até mesmo churrascada caseira: a picanha. Embora não existam segredos para um bom preparo – com as óbvias exceções de quem acrescenta truques pessoais para potencializar o seu sabor –, muito churrasqueiro de primeira grelhada costuma perder a coragem na hora de colocar para assar a carne. Por isso, preparamos abaixo um passo a passo para você não deixar que o seu churrasco se reduza às cinzas da frustração e coloque a picanha em destaque na sua próxima churrascada – tornando-o o churrasqueiro oficial e de plantão. Dicas para preparar uma boa picanha no seu churrasco Começando: afie bem a sua faca antes de preparar os bifes da picanha. Posicione-a sobre a tábua, com a capa de gordura virada para cima, e corte-a em fatias que obedeçam a uma espessura média de 2 centímetros, cada (isso mantém o líquido e retém o sal sem interferir no sabor dela). Depois, leve os bifes à grelha, respeitando uma distância aproximada de 20 centímetros da brasa e deixe a carne selar dos dois lados, antes de colocar o sal grosso sobre ela. Para temperá-la, o bom senso impera. Como o sal vai dissolver em cima da carne e ser absorvido, não adianta entupir a picanha do tempero. Aplique um pouco nos bifes e, ao virá-la, acrescente um pouco mais. Com a carne macia e dourada dois lados, basta tirar do fogo e cortar em finas fatias para que o excesso seja permitido e apreciado. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Sabores inusitados de pizza ao redor do mundo

Sabores inusitados de pizza ao redor do mundo

Independente de qual for a sua origem, uma coisa é fato: todos amam pizza. A massa redonda que leva queijo e tomate – em sua versão mais básica – é um clássico em qualquer lugar e povoa mesas sofisticadas com coberturas diferentes, vive feliz em buffets de pizza e até os congeladores mundo afora com sua versão mais industrializada. Muito querida, é um dos pratos mais consumidos em grandes cidades como São Paulo – que por sinal é a segunda maior consumidora do planeta – ou Nova Iorque, a primeira disparada no consumo das redondas. Sofrendo algumas variações aqui e ali, no fim a essência é a mesma, e muito provavelmente por isso que é um dos pratos mais populares do planeta. Numa dessas não é incomum ver alguns sabores um tanto quanto diferentes, para não dizer exóticos. Não é todo dia que comemos uma pizza de amendoim com geleia. Ou que tal uma pizza de purê? Pois elas existem. Veja uma lista com mais sabores diferentes que existem por aí: Pizza de Batata – batatas assadas, alho-poró e queijo gruyere. Pizza de Cheeseburger – carne moída, maionese, picles, queijo cheddar, cebola e alface picada. Pizza de Chucrute com abacaxi – chucrute, fatias de abacaxi, tomate e alho. Manteiga de Amendoim e geléia – manteiga de amendoim, geléia e fatias de banana. Mac & Cheese pizza – macarrão instantâneo e queijo (essa inclusive é vendida congelada em mercados nos Estados Unidos). Pizza Hot Dog – cachorros-quentes cortados em cima da pizza. Pizza de Caranguejo – caranguejo picado, leite de coco, cebola, tomate e fatias de abacaxi. Marshmallow Pizza – marshmallows e nuttella. Pizza com Frutas e curry – banana, abacaxi, presunto e curry. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Festa do Havaí

Festa do Havaí

Que tal aproveitar o clima agradável da primavera para fazer uma festa? Nessa época do ano vemos bailes do Havaí, festa da primavera e tudo mais que remete o clima quente, flores e frutas. Sem falar que é uma ótima desculpa para reunir os amigos e se divertir. Convoque os convidados e mãos à obra! A ideia é investir em uma decoração fresca e alegre, bebidas geladas e comidas descomplicadas. Flores, velas e tochas dão o clima. Cestas de frutas, petiscos, sanduíches de metro ou até mesmo um buffet de massas com opções leves e que possam ser servidas em pequenas porções são boas pedidas para comer e beliscar. Deixe tudo em uma mesa ou buffet que permita que os convidados se sirvam e circulem à vontade. As bebidas devem ser deixadas gelando com antecedência e colocadas em locais estratégicos em baldes e tinas com gelo e bandejas com copos. Outra boa sacada é fazer uma estação de drinks. Deixe frutas cortadas, garrafas de bebida, balde de gelo em uma mesa para que cada um se aventure a criar sua bebida refrescante. Vale também escrever e deixar disponíveis algumas receitas de drinks para dar uma inspirada no pessoal. A diversão é garantida! Salada de farfalle 500g de farfalle (massa tipo gravatinha); 4 colheres (sopa) de azeite; 3 colheres (sopa) de vinagre balsâmico; 4 tomates picados (sem sementes); 100g de rúcula cortada; 1/2 xícara (chá) de hortelã picada; 100g de queijo parmesão ralado; Sal e pimenta a gosto. Cozinhe a massa conforme as instruções, escorra e passe na água corrente para esfriar. Reserve. Em um bowl ou saladeira, prepare o molho juntando o balsâmico, o azeite, o sal e a pimenta. Junte então o tomate, a rúcula, a hortelã, a massa e misture bem. Finalize com o parmesão ralado. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

10 dicas para churrascos perfeitos

10 dicas para churrascos perfeitos

Muito embora seja super comum fazer um churrasco e eventualmente todo mundo já tenha se aventurado nos espetos, o bom churrasco tem os seus segredos. Confira 10 dicas de como fazer um buffet de churrasco perfeito e bonito: 1. Temperatura da carne: O corte deve estar sempre em temperatura ambiente. Caso esteja congelado, espere que descongele totalmente antes de temperar e levar ao fogo. 2. Tempero: Evite temperos especiais: sal grosso basta para que a carne fique excelente. Se quiser mudar um pouco, pode preparar um sal com ervas, nada mais que isso. 3. Preparação: Distribua o sal grosso por toda a peça de carne, sem esfregar demais. Deixe alguns minutos e bata para retirar o excesso antes de levar ao fogo. 4. Fogo ideal: Antes de colocar a carne na churrasqueira, verifique como está o fogo e se está estabilizado: labaredas ou fumaça em excesso não são bons. O fogo deve estar baixo e constante. 5. Distância do fogo: Os espetos não devem ficar próximos demais do fogo; 40cm é uma distância ideal, pois evita que fique seca. 6. Controlando o fogo: Se labaredas subirem, evite jogar água pois a churrasqueira perde calor demais. Para abaixar labaredas que surgirem, jogue um pouco de cinza ou areia. 7. Ponto da carne: Para ver se a carne está no ponto há uma técnica infalível: corte um pedaço. É bem óbvio, mas é a melhor maneira de verificar se ela assou o quanto se pretende. 8. Linguiça: Não fique furando a linguiça. Isso não faz com que ela fique mais magra e nem nada do tipo como costumam dizer. Furando a linguiça, a única coisa que vai se conseguir é fazer fumaça – pois a gordura pinga no fogo – e deixa-la ressecada pois não cozinha uniformemente. 9. Corte: Depois que tirar a peça de carne do fogo, corte-a em fatias finas, pois elas realçam o sabor da carne. 10. Tempo: O ditado que a pressa é inimiga da perfeição tem tudo a ver com churrasco. Cada corte de carne possui um tempo para assar; portanto tenha paciência para não arruinar a carne, deixando-a crua ou passada demais. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Finger foods em alta: strogonoff no pão

Finger foods em alta: strogonoff no pão

Já comentamos antes que servir em pequenas porções é super atual e cabe bem em qualquer ocasião. Com isso em vista, cada vez mais festas de aniversário – especialmente de 15 anos –  e casamentos vem adotando o uso das finger foods em substituição ao serviço americano ou ainda ao coquetel. A vantagem é especialmente o fato de que é possível servir um prato mais elaborado e sofisticado de maneira mais ágil e que deixa os convidados mais confortáveis para comer e se divertir. As porções reduzidas deixam as pessoas mais a vontade para conversar e circular, não precisando ficar sentados à mesa esperando horários certos de se servir e comer. O serviço é mais dinâmico, lembrando muito o do coquetel, mas com o mesmo sabor e sofisticação de um jantar formal. As opções a serem exploradas são as mais diversas possíveis, lembrando sempre que o uso da faca é inexistente. Assim, risotos, sopas e cremes, massas e picadinhos de carne são as melhores pedidas, incluindo aí o infalível buffet de strogonoff. Fácil de agradar a todos, entra na regra do não uso de faca. Na prática, ele pode ser servido em estações montadas em locais estratégicos nas quais cada um se serve em cumbuqinhas ou como sugerimos aqui, no pão. Fica super charmoso e agrega ainda mais sabor ao prato – é inclusive uma ótima pedida para uma reunião informal em casa com os amigos. Veja como fazer essa delícia e inove na sua próxima festa: Strogonoff no pão 6 mini pães italianos (ou campesinos); 300g de filé mignon picado em cubos pequenos; 3 colheres (sopa) de ketchup; 1 colher (sopa) de mostarda; 1 xícara (chá) de creme de leite; 1/2 xícara (chá) de champignons cortados ao meio; Molho inglês; Óleo; Sal e pimenta; Batata palha. Modo de fazer: Com auxílio de uma faca com serra, corte a tampa dos pães e tire o miolo. Reserve. Tempere a carne com sal, pimenta e refogue com um pouco de óleo. Abaixe o fogo, tempere com o molho inglês, o ketchup e a mostarda. Misture bem e finalize adicionando o creme de leite e os cogumelos. Misture bem e deixe cozinhar por cerca de 8 minutos. Sirva o strogonoff nos pães e cubra com batata palha. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Crepe para um café da manhã gostoso e caprichado

Crepe para um café da manhã gostoso e caprichado

Uma das coisas mais gostosas do fim de semana é poder sentar com calma para tomar aquele café da manhã caprichado com tudo o que tem direito. A oportunidade é ótima para desacelerar e aproveitar mais a família, o namorado, a esposa, os amigos e até você mesmo. O café da manhã é a refeição considerada mais importante do dia, pois há um período muito grande de jejum entre o jantar e ele, e como mesmo dormindo o nosso corpo continua trabalhando, ao acordar temos que reabastece-lo para poder ter pique e aguentar o dia que está por vir. Daí o porque de se ter uma refeição balanceada e completa no desjejum: sucos, leite, iogurte, queijo, cereais, pães, frutas, frios… tudo isso cabe muito bem aqui e faz todo sentido para começar o dia bem e com aquela dose extra de pique e energia. Que tal então aproveitar o fim de semana chegando e pensar em dar uma paradinha para um café especial? Para animar essa ideia, separamos uma receita super saborosa e diferente de crepe doce que junta vários grupos alimentares e que tem tudo a ver com uma refeição saudável e gostosa. O mais bacana é que além de super simples de fazer, ele faz bonito não só no café da manhã mas também em um buffet de crepes no seu próximo encontro com amigos. Veja como é fácil: Crepe com frutas vermelhas e cottage Ingredientes para a massa: 1/2 copo de leite desnatado; 2 colheres (sopa) de farinha de trigo; 1 colher (sopa) de linhaça; 1 colher (chá) de açúcar orgânico; 1 ovo; 1 colher (sopa) de óleo; 1 colher (chá) de manteiga. Ingredientes para o recheio: Frutas vermelhas; Cottage (ou cream cheese); Geléia de frutas vermelhas; Mel. Modo de fazer: Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador, começando pelos líquidos. Aqueça uma frigideira antiaderente e coloque uma porção de massa com ajuda de uma concha e asse os crepes. A média é um minuto de cada lado em fogo baixo. Retire do fogo, coloque os recheios e sirva. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Aprenda a fazer camarão empanado para qualquer ocasião

Aprenda a fazer camarão empanado para qualquer ocasião

Ao organizar uma reunião ou evento social, sempre surge aquela dúvida de o que fazer? O local em que será, para quantas pessoas, qual a ocasião… tudo isso influi diretamente na decisão de o que servir. Receber um casal de amigos em casa pode ser com um jantar. Uma festa para muitos convidados e em um espaço limitado já pede uma alternativa mais versátil como um coquetel. Seja qual for a ocasião, alguns petiscos são sucesso garantido. Bolinhos por exemplo, vão bem tanto no jantar como nas comidas de boteco, festa infantil, coquetel ou até no churrasco. Depende do sabor e de como será servido. O mesmo vale para azeitonas empanadas ou ainda camarões aperitivo. São aquelas pedidas que casam bem com qualquer ocasião ou formalidade. Pensando nisso, vamos passar hoje uma receita incrível e rápida de se fazer de um camarão empanado que é sucesso garantido! Camarão empanado com mel de pimenta Tempo de preparo: 30 minutos. Ingredientes: Para o mel de pimenta: 1 xícara de mel (250 ml); 1 dente de alho moído; 1 colher de sopa de pimenta em grãos (15 ml); 1 colher de sopa de pimenta em pó (15 ml); 1 colher de sopa de páprica defumada (15 ml); Sal. Para os camarões empanados: 1 kg de camarões miúdos; 4 ovos batidos; 1 xícara de farinha de trigo (250 ml); 4 xícaras de maisena; Sal e pimenta; Óleo para fritura. Modo de preparo: Mel de pimenta: Ferva em uma panela todos os ingredientes em temperatura média por 2 minutos. Deixe esfriar, coe e transfira para um recipiente. Reserve. Camarões empanados: Pré-aqueça a frigideira a 360°C. Em uma vasilha, misture a farinha de trigo, a maisena, o sal e a pimenta. Passe os camarões nos ovos e, em seguida, cubra com a mistura de maisena. Frite por 2 minutos e tempere com sal e pimenta. Sirva imediatamente após a fritura, espalhe o mel de pimenta e guarneça com fatias de limão. Compartilhar...

Read More

Sobremesa especial para o Dia das Crianças

Sobremesa especial para o Dia das Crianças

Que tal preparar um cardápio especial para comemorar o Dia das Crianças e ainda juntar uma opção saudável e docinha, do jeito que elas gostam? Essa é a proposta da receita de crepe doce que pode ser feita no café da manhã, chá da tarde ou até mesmo como sobremesa de um jantar ou almoço com buffet de crepe. Essa por sinal é uma das grandes vantagens do crepe: ele se encaixa em qualquer refeição ou hora do dia, e o fato de ter uma base que pode receber diversos recheios faz dele ainda mais versátil; ideal para agradar a criançada. Essa receita de hoje leva bananas e creme de avelã, incorporando uma fruta – que é quase unanimidade entre as crianças – e o doce do creme que dá o toque de festa. Rápido de fazer – fica pronto em apenas 5 minutos – e que pode ser servido em pratos coloridos e divertidos para dar o clima de festa. Separe os ingredientes e mão na massa! Crepe de banana com creme de avelã (rende 4 porções) Ingredientes: 2 ovos; 1 xícara (chá) de leite; 5 colheres (sopa) de farinha de trigo; Óleo para juntar a frigideira; Creme de avelã (nutella); Bananas fatiadas. Modo de fazer: Prepare a massa dos crepes misturando os ovos, o leite e a farinha no liquidificador até que fique uma massa homogênea. Aqueça uma frigideira de bordas baixas e antiaderente, jogue um fio de óleo e despeje uma concha de massa, espalhando para que não fique muito grossa. Depois de um minuto vire o disco para dourar do outro lado. Coloque então de um lado do disco uma porção do creme e as rodelas de banana. Dobre a massa ao meio e dê uma dourada final. Sirva sozinho ou com sorvete de creme. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More

Festa para o dia das crianças

Festa para o dia das crianças

No próximo dia 12 de outubro é comemorado o dia das crianças, e como elas adoram uma festa e uma bagunça, que tal organizar um evento para o dia? Mais que brinquedos ou presentes, fazer uma atividade diferente e que elas possam participar é uma ideia interessante e que foge do comum. Vale inclusive chamar amigos e primos para que ela seja ainda mais animada. Se possível, inclua os pequenos na organização e preparativos. Pensem o que vão servir, se terão atividades, onde será, qual a decoração, quem será convidado. A atividade e a festa ficam muito mais lúdicas e eles acabam curtindo muito mais, rendendo histórias mesmo após o evento. Na hora de escolher o local, o quintal de casa é sempre uma opção super bem vinda, mas na falta dele ou de um espaço como o salão do prédio, boas alternativas são usar a sala de casa mesmo – aí com atividades um pouco mais calmas – ou ainda juntar os amigos e fazer um piquenique em uma praça ou parque, no esquema de cada um leva alguma comida e bebida e monta-se uma toalha comunitária. Assim, dá para todo mundo aproveitar o dia ao ar livre e com espaço de sobra para as estripulias da criançada. Se em casa mesmo vale inventar brincadeiras e gincanas, ou ainda uma alternativa mais tranquila e bacana para entreter a criançada, é fazer com que elas literalmente coloquem a mão na massa: pode ser fazendo bolinhos, docinhos ou ainda organizar uma oficina de buffet de crepes. Cada uma ganha um avental e um livro de receitas e está garantida a diversão – e os quitutes. Aproveite a semana e planeje com seus filhos uma festa com a cara deles. Eles com certeza irão adorar. Fonte: Imagem Compartilhar...

Read More
content top